Inspeção veículo elétrico

Uma das dúvidas que surge ao adquirir uma mota ou um carro elétrico é se a inspeção periódica de um veículo elétrico é diferente da que ocorre com um veículo convencional.

Com o objetivo de esclarecer esse importante ponto, a equipa da LugEnergy preparou este artigo para si.

Para iniciar é necessário esclarecer as seguintes situações: os carros elétricos devem passar pelas Inspeções Periódicas do Instituto da Mobilidade e dos Transportes. Ser elétrico não os isenta dessa responsabilidade. Todos os carros devem passar por esse processo de modo a garantir a sua segurança de uso.

A Inspeção Periódica de um veículo elétrico é diferente?

A legislação de trânsito portuguesa não faz distinção entre os tipos de mobilidade (combustão, elétrico ou híbrido). Por conta disso, os veículos elétricos regem-se pelo Decreto-Lei n.º 144/2012, de 11 de julho, que entrou em vigor a 10 de agosto de 2012 e que regula as inspeções técnicas periódicas, as inspeções para atribuição de matrícula e as inspeções extraordinárias de veículos a motor e seus reboques, previstas no artigo 116.º do Código da Estrada. No final da página 6 do decreto Decreto-Lei n.º 144/2012, é possível verificar com mais detalhes os requisitos mínimos de inspeção.

Contudo, dadas as características inerentes à mobilidade elétrica, alguns itens não são aplicáveis, conforme veremos a seguir.

Pontos de Inspeção

Aplicáveis aos veículos elétricos

  • Identificação do veículo;
  • Equipamento de travagem;
  • Direção;
  • Visibilidade;
  • Equipamento de iluminação e componentes do sistema elétrico;
  • Eixos, rodas, pneumáticos, suspensão;
  • Quadro e acessórios do quadro;
  • Equipamentos diversos;
  • Emissões (veículos híbridos);
  • Controlos suplementares para veículos de transporte de passageiros das categorias M2 e M3;

Não aplicáveis aos veículos elétricos

  • Emissões (veículos 100% elétricos);

Por não possuir emissão de ruídos ou de gases poluentes decorrentes de um sistema de combustão, os veículos 100% elétricos não estão sujeitos às sanções destes ensaios.

Boas práticas pré-inspeção para os veículos elétricos

A pessoa que melhor conhece o veículo elétrico é o proprietário. O utilizador sabe quando é que a direção está “a puxar” para a direita ou para a esquerda, quando o veículo está mais “pesado” sem qualquer motivo aparente ou quando o sistema de travagem parece não estar tão eficiente.

Portanto, entre as boas práticas recomendadas, a mais importante consiste na realização de uma inspeção visual ao veículo, procurando anomalias que possam ser detetadas(e algumas vezes resolvidas) facilmente. É aconselhável procurar uma oficina de confiança para correção desses problemas (de preferência uma oficina que tenha alguma sensibilidade com viaturas elétricas), evitando desta forma que novos problemas possam ocorrer. Nunca se esqueça que uma lâmpadafundida pode ocasionar um acidente. Como é normal, um acidente (por básico que seja) causa sempre a incómodos e normalmente custos desnecessários.

Duas semanas antes da Inspeção Periódica é interessante que leve o seu veículo a realizar um check-up completo, a fim de garantir a aprovação da inspeção periódica. Tente procurar sempre uma oficina especializada, de confiança ou, pelo menos uma oficina que tenha alguma sensibilidade perante a mobilidade elétrica.

Quando devo fazer minha próxima inspeção?

É muito importante manter a documentação e revisões em dia. O simulador no site do IMT permite realizar a consulta referente à informação sobre a próxima data de inspeção do seu veículo. Deste modo poderá planear a sua agenda e os seus compromissos com uma maior antecedência e tranquilidade.

© 2020 LugEnergy

logo-footer